O que é Marketing Digital?



Hoje todo mundo fala sobre marketing com naturalidade e sabe que sua aplicação interfere diretamente nas vendas e na representatividade de uma marca. A necessidade do investimento em marketing é um senso comum e o marketing digital está na boca do povo. Mas, afinal, você sabe o que realmente significa marketing, se há uma tradução literal para o termo e qual a sua real importância dentro de uma organização?

Marketing

Marketing é compreender os desejos e as necessidades dos consumidores, é conhecer o público-alvo a fundo e colocar o consumidor no centro do planejamento estratégico.

Mercadologia é uma boa tradução para o termo. Estratégia de mercado é uma boa forma de resumir seu significado.

Segundo o grande mestre e gestor de marketing Olimpio Araujo Junior, "Marketing é estratégia, é desenvolver toda a estratégia para que você possa vender alguma coisa para alguém. É um processo que vai do princípio ao fim, está envolvido desde a concepção do produto até o pós-venda, sempre monitorando e gerenciando as ações estratégicas de forma a atingir de fato o objetivo pré-estabelecido."

O marketing, com suas ferramentas e metodologias, transforma a vida das marcas e das organizações para melhor. Permite o aprimoramento dos processos, facilita a ampliação do raio de atuação, abre portas e oportuniza novas circunstâncias de negócios de forma mais abrangente e consistente, em razão da visão estratégica empregada no planejamento mercadológico e de comunicação.

Por meio de ações coordenadas, permite levantar um projeto a partir do zero, com riscos calculados, por meio de ferramentas de controle, mensuração e análise. Por isso mesmo, permite ainda a correção de falhas e ajustes de rota durante o processo de execução, sempre com vistas a atingir os objetivos estabelecidos inicialmente.

Veja abaixo algumas das metodologias mais comuns utilizadas em um planejamento de marketing para o desenvolvimento de estratégias de mercado mais competitivas e assertivas:
  • Os 4 Ps do Marketing (Produto, Preço, Praça, Promoção)
  • Os 4 As do Marketing (Análise, Adaptação, Ativação, Avaliação)
  • As 5 forças competitivas de Porter (Ameaça de produtos substitutos, Ameaça de entrada de novos concorrentes, Poder de negociação dos clientes, Poder de negociação dos fornecedores, Rivalidade entre os concorrentes)
  • Análise SWOT (Strengths - Forças, Weaknesses - Fraquezas, Opportunities - Oportunidades e Threats - Ameaças)
  • Plano de ação 5W2H (What, Why, Where, When, Who, How, How much)



Marketing Digital

O Marketing Digital é a vertente online do marketing que estuda as técnicas e estratégias voltadas para o meio digital. Apresenta resultados a um ótimo custo-benefício e uma possibilidade de mensuração, análise e controle sem precedentes em comparação com as estratégias tradicionais.

Tem conquistado cada vez mais espaço em relação ao marketing tradicional exatamente pela natureza virtual das mídias das quais se utiliza, além de estar levando boa parte da verba do cliente para o meio online, chegando em alguns casos a mais de 50% do valor total.

É utilizado, já há algum tempo, como uma ignição que auxilia milhares de empreendedores, no Brasil e no mundo, a atingir objetivos e a conquistar metas ousadas por meio da internet.

As soluções do marketing digital são embasadas em algumas premissas básicas, denominadas Os 5 Pilares do Marketing Digital, a seguir:

  1. Faça relacionamentos
  2. Seja facilmente encontrado
  3. Facilite a vida do usuário
  4. Tenha credibilidade
  5. Saiba vender

Uma das metodologias mais utilizadas em planejamentos de marketing digital no Brasil são Os 8 Ps do Marketing Digital (Pesquisa, Planejamento ou Projeto, Produção, Publicação, Promoção, Propagação, Personalização e Precisão), de autoria do brasileiro Conrado Adolpho, além dos próprios processos tradicionais como análise SWOT, 4Ps e 5W2H.

E é dentro do planejamento de marketing digital que entra a vanguarda da estratégia mercadológica com estratégias de atração, conversão e fidelização. Um bom exemplo é a criação do que, na linguagem técnica, se chama de presença web e de autoridade digital e que, em uma breve síntese, significa alcançar relevância virtual perante o público-alvo, alcançando um patamar de especialista de forma a conquistar de maneira significativa as pessoas para então transformá-las em seguidores, depois em contatos de possíveis clientes (leads) e, por fim, em consumidores, ou seja, atrair clientes através de um funil de vendas.

Essa e várias outras estratégias combinadas permitem obter resultados reais com negócios e empreendimentos online por meio da combinação de planejamento estratégico, campanhas direcionadas, conteúdo de qualidade e um pós-venda altamente eficiente e profissional (veja ZMOT: The Zero Moment of the Truth, sobre tendências de consumo em e-commerce através de um funil de vendas). É aí que entram os conceitos de inbound marketing e de content marketing.



Inbound Marketing

O inbound marketing é uma estratégia utilizada no marketing digital, também conhecida como marketing de atração. Sua premissa básica consiste em atrair o cliente online por meio de um funil de vendas estruturado de forma a conquistar o interesse do internauta através de conteúdos que sejam realmente relevantes para ele, onde entra o content marketing ou marketing de conteúdo. E, passo a passo, conduzir este consumidor até o momento onde ele sentirá a confiança necessária para adquirir um produto ou realizar uma ação de compra, chamada de conversão.

Entram então diversas ações estratégicas utilizadas com este intuito. Uma delas é a otimização de websites, blogs ou portais, conhecida como SEO - Search Engine Optimization.

SEO é um conjunto de estratégias utilizadas para a otimização de páginas na web objetivando principalmente a conquista de uma boa posição nas páginas de resultados gratuitos (orgânicos) apresentados pelos mecanismos de busca (Google, Bing, Yahoo), os quais se utilizam de dezenas de critérios para a classificação das páginas.

Suas técnicas mais comuns incluem, entre outras, o uso de palavras-chave ligadas ao mercado de atuação de determinado site em seus textos, títulos, cabeçalhos, URLs e imagens (através da adição de Alt-tags), permitindo assim a indexação de seus conteúdos, principalmente pelo Google, que apresenta seus resultados de acordo com um ranking criado pelo algoritmo do próprio buscador, chamado de PageRank.

O intuito é atrair tráfego qualificado para a um portal principal, chamado de concentrador de fluxo, a partir do qual trabalha-se com landing pages e remarketing, entre outras estratégias, para com isso converter esses internautas primeiramente em seguidores, depois em leads e, por fim, em compradores.

Esse caminho de atração se utiliza de diversas metodologias e ferramentas de automação e seu custo benefício é drasticamente menor do que em todas as outras mídias denominadas atualmente de off-line, as quais se utilizam de estratégias do que se passou a chamar atualmente de marketing tradicional ou marketing off-line.



O consumidor mudou

O consumidor mudou, os hábitos de consumo mudaram, a forma de fazer comunicação mudou. Agora, para se atingir objetivos de mercado, tornou-se imprescindível mudar a forma de planejar, criar e executar planos de marketing e de comunicação.

É claro que o marketing digital também permite a promoção de empresas de natureza física no ambiente online através de campanhas digitais. A questão é que, no caso de um e-commerce, a conversão já é realizada ali mesmo, online. Já no caso de uma loja física, a conversão é realizada mediante uma ligação ou uma visita ao estabelecimento, o que acaba por incluir alguns passos a mais na jornada de compra.

Aí todo mundo se pergunta: por onde começar? Bom, isso já depende do seu objetivo. Se sua meta é aprender sobre marketing para promover seu próprio negócio, mas você não é um profissional da área, considere primeiramente estudar sobre o assunto e a necessidade de contratação de um profissional para elaborar suas campanhas e mostrar o caminho das pedras.



Dispare na frente da concorrência

E, se você é um profissional de publicidade, propaganda e marketing, mas não tem total domínio sobre como fazer bom uso dessas metodologias e ferramentas para trazer bons resultados aos seus clientes, não perca mais tempo e comece agora mesmo.

Livros como Inbound Marketing: Get Found Using Google, Social Media, and Blogs, (disponível em português), dos autores Brian Halligan e Darmesh Shah, fundadores da Hubspot, o best-seller de Conrado Adolpho Os 8 Ps do Marketing Digital e ainda, na mesma linha, A Cauda Longa, de Chris Anderson, são leituras indispensáveis. Estes são alguns dos maiores e mais relevantes provedores de soluções para marketing digital do mundo. Eles representam a vanguarda do conhecimento em mercadologia digital e estão na ponta da frente.

Acumulando algumas boas horas de leitura e pesquisa você se tornará um bom conhecedor do marketing digital e de suas estratégias para a web 2.0. Vamos juntos ampliar nossos conhecimentos em estratégias de mercado e ajudar a melhorar o nível da comunicação à nossa volta.

Postagens mais visitadas deste blog

Qual a diferença entre Publicidade e Propaganda?

5 razões para investir em Inbound Marketing

As mídias digitais em números surpreendentes